Arquivo da tag: Buda

Saga Dawa 2019

https://traditionalartofnepal.com/wp-content/uploads/2015/01/Life-of-Buddha-Thangka-Painting.jpg

Imagem: Life of Buddha (Master Thangka Painting).

O Saga Dawa tem início na Lua Nova (03/06) e atinge seu auge de multiplicidade na Lua Cheia (17/06).

O Saga Dawa é um dos quatro períodos mais sagrados dentro do calendário budista, e marca o nascimento, a iluminação e o parinirvana de Buda Shakiamuni. É dito que os méritos são acumulados exponencialmente durante esses dias e, por isso, nos dedicamos à acumulação de virtude e à renúncia a atitudes não virtuosas, inspirando-nos na vida de Buda Shakiamuni.

Quer seja fazendo oferendas, empenhando-se em práticas de meditação ou fazendo votos que lembrem seus compromissos, os praticantes fazem um esforço extra para manter a conduta perfeita e treinar a própria mente, para trazer benefício a todos os seres.

Fonte: Odsal Ling. Adaptado por Budismo em Blumenau.

Anúncios

Buda e o Budismo, por Lama Sherab Drolma

Lama Sherab nos conta a história do surgimento do budismo e sobre a preciosidade dos ensinamentos budistas transmitidos pelo Buda Sidarta Gautama. Lama Sherab é professora do budismo Vajrayana, lama residente do templo Chagdud Gonpa Khadro Ling em Três Coroas/RS.

Como podemos purificar o carma negativo?

4c8a8b09df5ce48258b6be1f7ce44a3e--masters

Como podemos purificar o carma negativo? Como mudá-lo? Como podemos nos liberar do sofrimento? Será que adianta rezar para Deus ou para Buda?

Sim e não. Repetir o nome do seu médico, da manhã até a noite, milhares de vezes, quando você estiver doente, não o curará… Agora, se você seguir as instruções do médico, haverá mudanças; se não seguir, elas não ocorrerão por si mesmas. Se você não agir de acordo com as orientações do médico e apenas rezar, esperando uma cura, a cura é praticamente impossível. É necessário seguir a prescrição médica. Da mesma maneira, Deus, Buda nos deixaram métodos para mudarmos o fluxo dos pensamentos negativos e criarmos bons pensamentos, pensamentos virtuosos. Com isso, diminuímos as ações negativas e incrementamos as ações positivas, virtuosas.

[…]

Ao rezar, conectamo-nos com as bênçãos dos seres iluminados que sempre estiveram presentes. Não conseguiremos coletar água da chuva se colocarmos no quintal um balde emborcado. Da mesma maneira, se não abrirmos a mente por meio de orações, não receberemos as bênçãos dos seres iluminados.

Para que possamos nos conectar com essas bênçãos, em primeiro lugar, precisamos ter fé. E, ao mesmo tempo em que temos fé, precisamos seguir um método. Mesmo gostando muito de um médico, sem ter fé nele, dificilmente usaremos o medicamento que ele prescreveu; sem usar o medicamento, não há cura. Ter fé no médico, mas não seguir suas orientações, também não conduz à cura.

– Chagdud Tulku Rinpoche, trecho extraído do livro “O Caminho Budista”.